80 horas de trabalho semanal

Para Humberto, proposta da CNI é “estapafúrdia”

Para Humberto, a proposta vai de encontro ao que milhares de brasileiros têm reivindicado em manifestações em todo o Brasil.  Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT

Para Humberto, a proposta vai de encontro ao que milhares de brasileiros têm reivindicado em manifestações em todo o Brasil. Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT

 

 

O senador Humberto Costa (PT) considera “estapafúrdia” a proposta defendida pelo presidente da Confederação Nacional da Indústria CNI, Robson Braga de Andrade, de elevar a jornada de trabalho para 80 horas de trabalho semanal e até 12 horas de trabalho por dia. A medida foi defendida em encontro com o presidente interino Michel Temer (PMDB) e outros líderes da MEI (Mobilização Empresarial pela Inovação)

“Isso demonstra exatamente o que uma parte do empresariado brasileiro pensa sobre os direitos sociais e qual o compromisso que tem o presidente golpista Michel Temer com esse tipo de ideia”, disse o senador. Após o encontro com o empresariado, Temer deixou o evento sem falar com a imprensa.

Para Humberto, a proposta vai de encontro ao que milhares de brasileiros têm reivindicado em manifestações em todo o Brasil. “Enquanto os trabalhadores estão lutando por uma jornada de quarenta horas semanais sem redução de salário para permitir que novos trabalhadores possam ter acesso ao mercado de trabalho, vem essa proposta que quer nos devolver ao período da escravatura”, disse o senador.

Humberto avalia ainda que a medida atende diretamente ao interesse do empresariado e que pode gerar ainda mais desemprego no País. “Eles querem menos pessoas, trabalhando mais e ganhando menos. É lamentável que uma pessoa que ocupa hoje a Presidência da República possa dar ouvido a esse tipo de proposta”, disse o senador.