Armando Monteiro

Humberto: “É um momento histórico para o PT de Pernambuco”

Humberto: Temos uma chapa forte, com João Paulo como candidato e Silvio Costa Filho como vice. Foto: Assesoria de Imprensa

Humberto: Temos uma chapa forte, com João Paulo como candidato e Silvio Costa Filho como vice. Foto: Assesoria de Imprensa

O senador Humberto Costa (PT) comemorou a oficialização da aliança entre o pré-candidato do PT à Prefeitura do Recife, João Paulo, e o deputado estadual, Silvio Costa Filho (PRB). Para Humberto, a adesão do deputado à chapa, assim como a de outras siglas, deixam a candidatura do petista “ainda mais competitiva” e representa um marco parta o PT.

“É um novo momento para o partido que, com muito diálogo, conseguiu a sua unidade. Isso é importantíssimo. É uma nova fase que se inicia no partido a partir de agora. Temos uma chapa forte, com João Paulo como candidato e Silvio Costa Filho como vice, que soma experiência, competência e juventude e que será capaz de responder aos desafios do Recife de hoje. Essa unidade vai conquistar a cidade e devolve-la aos recifenses”, avaliou o senador.

Além de Humberto, outras lideranças estiveram presentes no ato, como o senador Armando Monteiro (PTB) e o deputado federal Silvio Costa (PTdoB). O evento, que aconteceu na sede do PRB, lotou o auditório do partido. Na ocasião, Humberto também lembrou o legado dos governos do PT à frente da Prefeitura do Recife e criticou a gestão do atual prefeito da cidade, Geraldo Júlio (PSB).

Para Humberto, Geraldo tem deixado a desejar na administração púbica. “Podem comparar. Em todas as áreas, a gente sabe que as gestões do PT fizeram muito mais. Durante os 12 anos que governou, o PT mudou a cara do Recife. E tem ainda muito para se fazer”, disse o senador.

Em Pernambuco, Dilma investe no diálogo

No evento, Dilma afirmou, ainda, que acredita na rápida recuperação brasileira.  Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

No evento, Dilma afirmou, ainda, que acredita na rápida recuperação brasileira. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A presidente Dilma Rousseff reforçou,nesta sexta-feira (21), a importância do entendimento para superar a crise política e econômica no país, durante evento de lançamento da plataforma Dialoga Brasil, em Pernambuco.

O evento reuniu lideranças políticas, com o senador Humberto Costa, líder do PT no Senado, representantes dos movimentos sociais, parlamentares e ministros de diversas pastas, além do governador do Estado, Paulo Câmara (PSB), e debateu novas propostas para o Brasil.

“Aqui nós fazemos o diálogo. São várias as coisas que nos unem.Todos que participam aqui têm dois compromissos: com o nosso país e com o nosso povo. Somos a favor da democracia, dos direitos sociais, do crescimento, de mais emprego, segurança pública e educação de qualidade”, disse a presidenta.

Dilma afirmou, ainda, que acredita na rápida recuperação brasileira. “Aposto neste Brasil onde não temos intolerância, onde não fazemos perseguição religiosa, onde temos essa imensa alegria de viver”, disse. E completou: “vamos alumiar, como dizem em Minas Gerais, a luz no fim do túnel e construir um país melhor sempre”.

A agenda do Dialoga Brasil foi o terceiro ato de Dilma em Pernambuco nesta sexta, que também participou de encontro com empresários na Fiepe e de inauguração de primeira estação de bombeamento do Eixo Norte da transposição do rio São Francisco, em Cabrobó, no Sertão. Segundo o senador Humberto Costa, a agenda faz parte de um novo momento para o governo Dilma. “A presidenta tem feito um esforço para conseguir virar a pauta da crise e trazer a agenda positiva de que o Brasil precisa. E Pernambuco foi um marco nessa nova etapa”, afirmou o senador.

Durante o evento, a presidenta também fez questão de ressaltar a importância do Estado para o Nordeste e para o Brasil. “Pernambuco representa um grande patrimônio cultural, político e intelectual para o país e isso faz com que o diálogo aqui seja extremamente rico”, destacou Dilma.

DIALOGA BRASIL – Com o objetivo de ampliar a participação popular, o governo Dilma lançou em julho o programa Dialoga Brasil, uma plataforma digital que possibilita uma maior interface entre a população e o governo. No site www.dialoga.org.br é possível conhecer mais sobre os programas governamentais e dar sugestões para melhorar as ações do Governo Federal.

A empresários de Pernambuco, Dilma avisa que Brasil avança

Outras três iniciativas importantes do Governo Federal também foram discutidas durante o encontro: o Plano Safra, o Plano de Investimentos em Logística e o Plano Nacional de Exportação. Foto: Assessoria de Comunicação

Outras três iniciativas importantes do Governo Federal também foram discutidas durante o encontro: o Plano Safra, o Plano de Investimentos em Logística e o Plano Nacional de Exportação. Foto: Assessoria de Comunicação

 

Na sede da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe), a presidenta Dilma Rousseff reuniu mais de 60 empresários pernambucanos para mandar um recado direto: o seu governo tem projetos em curso para driblar a crise e fazer o Brasil avançar.

Ladeada pelo líder do PT no Senado, Humberto Costa, e pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, Dilma abriu um diálogo direto com o empresariado do Estado para ouvir sugestões e relatos da situação atual do setor.

Temas como energia, ajuste fiscal e equilíbrio financeiro estiveram na pauta da reunião. Outras três iniciativas importantes do Governo Federal também foram discutidas durante o encontro: o Plano Safra, o Plano de Investimentos em Logística e o Plano Nacional de Exportação.

“O nosso governo vem mostrando que trabalha para todos. Pela manhã, inauguramos a primeira etapa de um grande sonho dos pernambucanos, a transposição do São Francisco. Agora, tivemos uma reunião bastante produtiva com empresários de diversos setores da economia do Estado e daqui vamos discutir ações do concretas com os movimentos sociais”, explicou Humberto.

Após a reunião, a comitiva presidencial seguiu para a casa de recepção Blue Angel, na Madalena, para participar do Dialoga, Pernambuco – terceira edição do Dialoga, Brasil – que já passou pelas cidades de Brasília e Salvador. No local, estão reunidas centenas de lideranças de movimentos sociais, como Fetape, MST, Conselho Estadual de Saúde e entidades ligadas à área cultural, que debaterão com a presidenta Dilma políticas públicas para diversos setores.

Pela manhã, Dilma esteve em Cabrobó, no Sertão pernambucano, onde inaugurou a Primeira Estação de Bombeamento do Eixo Norte (EBN 1), do Projeto de Integração do São Francisco.

Governo Dilma mostra a força da indústria naval, diz Humberto Costa

 

Dilma reforçou novo impulso da Petrobras, que tem batido recordes .  Foto: Ricardo Stuckert Filho/PR

Dilma reforçou novo impulso da Petrobras, que tem batido recordes . Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

O líder do PT no Senado, Humberto Costa, destacou, hoje, a força da indústria naval no governo da presidente Dilma Rousseff (PT). “Foi por causa da determinação dos governos do PT que o polo ressurgiu com força, trouxe mais desenvolvimento para o nosso Estado e garantiu mais empregos para os pernambucanos”, afirmou..

Humberto participou, nesta quinta-feira (14), do batismo do navio petroleiro Marcílio Dias e do lançamento ao mar do navio petroleiro André Rebouças, produzidos pelo Estaleiro Atlântico Sul, em Ipojuca (PE). O evento contou com a presença da presidente Dilma Rousseff, do presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, do governador Paulo Câmara e dos ministros de Minas e Energia, Eduardo Braga, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro Neto, entre outras lideranças políticas.

Durante o evento, a presidenta Dilma Rousseff reforçou a importância de investir no desenvolvimento regional e na tecnologia nacional. “Tomamos a decisão de que a indústria naval não seria concentrada em um só local”, disse ela. “A política de conteúdo local é o centro de uma maior recuperação da capacidade de investimento do nosso país. É a história de uma decisão política.”

O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, fez questão de falar da importância da retomada da indústria naval para a empresa. “Só com os oitos navios entregues ao longo de quatro anos, deixamos de gastar US$ 35 milhões por ano com aluguel de embarcações. Esses dois novos navios, somados a outros cinco, vão gerar uma economia de US$ 21 milhões só este ano, o que equivale a 60% dos custos que temos para transportar petróleo pelo mar.”

A construção do André Rebouças, lançado ao mar no início desta tarde, gerou a contratação de dois mil empregos diretos. O navio é do tipo Suezmax, mesmo modelo do Marcílio Dias, e se junta a outros quatro já entregues pelo EAS: João Cândido, Zumbi dos Palmares, Dragão do Mar e Henrique Dias.

As embarcações vão exportar petróleo cru retirado no pré-sal. Elas têm capacidade de transporte de cerca de um milhão de barris de petróleo cada, o equivalente a 80% da produção brasileira diária. Recentemente, a Petrobras bateu novo recorde na extração de petróleo nas bacias do pré-sal de Santos e Campos, atingindo a marca de 800 mil barris por dia. No momento, há 14 navios encomendados pela Transpetro a estaleiros nacionais em diferentes fases de construção, sendo seis no estágio de acabamento. Quatro deles estão sendo produzidos em Pernambuco.

Por indicação de Humberto, Armando Monteiro Filho recebe premiação do Senado

Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT no Senado

Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT no Senado

Indicado pelo líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), para ser um dos agraciados da 6ª edição do Diploma José Ermírio de Moraes, o empresário pernambucano Armando Monteiro Filho foi escolhido para receber a honraria este ano. A sessão de entrega será realizada no dia 26 de maio, no plenário do Senado.

A escolha foi feita na tarde desta quarta-feira (29) pelos senadores integrantes do Conselho do Diploma, presidido por Douglas Cintra (PTB-PE). O conselho, que tem um parlamentar de cada partido do Senado, recebeu 17 indicações para a premiação deste ano.

Além de Armando Monteiro Filho, pai do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, serão agraciados com o diploma os empresários Albano do Prado Franco, Carlos Alberto Sicupira, Nevaldo Rocha e João Evangelista da Costa Tenório – ex-senador responsável pela criação do projeto que deu origem à premiação.

Para Humberto, a indicação de Armando é reflexo de um currículo que traz larga qualificação e experiência empresarial, assim como profundo conhecimento dos problemas do setor.

Antônio Ermírio de Moraes, filho do empresário e ex-senador José Ermírio de Moraes, que dá nome ao prêmio, também receberá a homenagem, in memoriam. Antônio morreu em agosto do ano passado.

O prêmio é entregue desde 2010 a empreendedores que são referência em produção, responsabilidade social, cultural e ambiental e na contribuição para o desenvolvimento nacional.

Humberto sobre a Jeep: “Surge um polo automotivo em Pernambuco”

Humberto:  A Jeep trouxe para cá mais desenvolvimento e garantiu a geração de milhares de empregos. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Humberto: A Jeep trouxe para cá mais desenvolvimento e garantiu a geração de milhares de empregos. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

 

O líder do PT no Senado, Humberto Costa, destacou a importância da inauguração da Fábrica da Jeep, hoje, em Goiana. O ato contou com a presença da presidenta Dilma Rousseff, do CEO da Fiat, Sergio Marchionne, do governador Paulo Câmara, do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro Neto e outras lideranças políticas.

“Foi um momento histórico para Pernambuco porque concretizou o surgimento de um polo automotivo no Estado. A Jeep trouxe para cá mais desenvolvimento e garantiu a geração de milhares de empregos”, disse Humberto, que foi relator no Senado da Medida Provisória que garantiu a vinda da empresa para Pernambuco.

No evento, a presidenta Dilma ressaltou a parceria entre os governos federal e estadual. “Somos parceiros incondicionais para o desenvolvimento do Nordeste e Pernambuco”, afirmou Dilma, lembrando também a atuação decisiva do ex-presidente Lula e do ex-governador Eduardo Campos para trazer a empresa ao estado. “Nós fizemos escolhas que levaram a viabilidade dessa fábrica.”

No ato, a presidenta Dilma também aproveitou para anunciar a licitação do Trecho Sul do Arco Metropolitano, que vai de São Lourenço a Suape. Ela garantiu até o final de maio a finalização dos estudos para a inclusão do Trecho Norte dentro do processo de concessão.

“É também uma ação importante da presidenta Dilma. O Arco Metropolitano é fundamental para garantir uma melhor mobilidade na Região Metropolitana como um todo. Sabemos que, em tempos de crise, existem algumas dificuldades no orçamento, mas precisamos estar todos unidos para garantir a prioridade nos investimentos.”

FÁBRICA – O Polo Automotivo da Jeep tem investimento de R$ 7 bilhões. Só em 2015, no primeiro ano de operação da indústria, o impacto no PIB do estado deve chegar a cerca de 3%. Em 2018, a contribuição do novo polo para o PIB deve ser de cerca de 7%. A Jeep vai garantir 9 mil empregos diretos e indiretos no Estado.

Armando terá olhar especial para o Nordeste, diz Humberto

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

A confirmação oficial do nome do senador Armando Monteiro (PTB-PE), nesta segunda-feira (1), para ser o titular do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) foi comemorada pelo líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE). Armando, que já foi presidente da Confederação Nacional da Indústria e disputou o governo de Pernambuco nas eleições deste ano – com o apoio de Humberto –, ganhou um mandato no Senado por oito anos na mesma coligação do petista, no pleito de 2010.

De acordo com Humberto, o colega assume o cargo com um currículo que traz larga qualificação e experiência no setor e profundo conhecimento dos problemas da indústria e comércio, particularmente do comércio exterior. “É alguém que pode ser um canal de diálogo importante entre o governo e o empresariado, particularmente aqueles setores vinculados à área de produção e de serviços”, avalia.

Para o petista, a nomeação de Armando também é importante para o Nordeste e para Pernambuco. Ele acredita que o novo ministro terá um olhar especial destinado à região, que, para se desenvolver e crescer, tem a industrialização como meta. “Creio que ele terá um olhar diferenciado para essas regiões menos desenvolvidas, para que a industrialização ali chegue”, disse.

“Além disso, a escolha dele também é politicamente relevante para nós de Pernambuco, pois simboliza o fato de que a presidenta Dilma terá um olhar especial para o nosso estado”, afirmou.

O parlamentar ressaltou ainda que a indicação de Armando ao MDIC retrata o que a presidenta tem dito desde que foi eleita, que vai buscar o diálogo, um governo para todos. “O objetivo é fazer com que o país cresça e se desenvolva, que continuemos com um olhar especial para o setor produtivo. Então, é a confirmação de tudo que ela tem dito”, diz.

Cerimônia
Na cerimônia que oficializou Armando, ele apresentou os pilares da política que irá conduzir à frente da pasta. Inicialmente, ressaltou a solidez da economia brasileira durante a crise financeira internacional e a robustez do mercado de trabalho do País.

O petebista assume o MDIC e terá como companheiros de Esplanada já confirmados, a partir de 2015, Joaquim Levy, futuro ministro da Fazenda, e Nelson Barbosa, futuro ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Indicações dos primeiros ministros de Dilma são bem recebidas por Humberto

Foto: Alessandro Dantas/PT no Senado

Foto: Alessandro Dantas/PT no Senado

Os primeiros nomes indicados para compor o ministério do próximo governo da presidenta Dilma Rousseff – ainda não confirmados oficialmente – são bons, de extrema competência, desenvoltura e larga intimidade com as pastas para as quais são considerados. Esta é a avaliação do líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), sobre os quatro primeiros cotados para a Esplanada a partir de 2015.

Em discurso na tribuna do Senado nesta segunda-feira (24), o parlamentar afirmou que apoia integralmente os nomes de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda; Nelson Barbosa para o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; Armando Monteiro ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; e Kátia Abreu para ocupar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

“Quero aqui demonstrar o nosso total apoio às primeiras escolhas indicadas pela presidenta Dilma para compor o primeiro escalão do seu futuro governo e registrar que todos poderão contar com o nosso suporte aqui no Senado para implementar as medidas necessárias aos avanços do Brasil”, declarou.

O líder do PT ressaltou as qualidades dos possíveis ministros. Em relação a Armando Monteiro, senador pelo PTB de Pernambuco, Humberto afirmou que ele é um homem do diálogo, com grande inserção no meio empresarial e com visão privilegiada sobre os temas afetos à pasta que deverá chefiar.

Sobre Barbosa, ex-secretário executivo do Ministério da Fazenda, o parlamentar disse que ele é um grande quadro técnico, com sólida formação acadêmica, muitos anos de serviços prestados à administração federal e dono de um excelente jogo de cintura político para negociar.
A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), por sua vez, também dará grande contribuição às políticas de agricultura. De acordo com Humberto, a colega de Senado domina bem o tema e tem uma visão muito institucional da área.

O parlamentar acredita que a presidenta Dilma também indicará para o Ministério do Desenvolvimento Agrário e Reforma Agrária alguém que tenha forte vinculação com os movimentos de trabalhadores rurais, com os movimentos de luta pela reforma agrária e com aqueles setores vinculados à agricultura familiar. “Assim, o país vai avançar tanto do ponto de vista do agronegócio quanto também do ponto de vista da agricultura familiar”, analisa.

Já sobre Levy, ex-secretário do Tesouro Nacional, o senador fez questão de afirmar que não há qualquer ambiente de mal-estar entre ele e o PT, como vem sendo disseminado publicamente. “A presidenta Dilma é absolutamente responsável com o projeto de governo que desenvolvemos para o Brasil. Ela tem compromisso com a estabilidade econômica do país e com o modelo de desenvolvimento inclusivo que colocamos em curso neste país”, declarou.

“Então, não morram de véspera os pessimistas porque Joaquim Levy nem chegou ainda à Fazenda. E, quando chegar, será guardião do modelo de desenvolvimento para o Brasil que, já largamente experimentado, mostrou que dá certo, que é exitoso e que é reconhecido em todo o mundo como um exemplo de redução da pobreza e da desigualdade social”, disse o líder do PT.

Humberto reiterou, ainda, que a presidenta Dilma jamais abrirá mão de ser ela, em última instância, a condutora da política do Governo. “Qualquer que seja a história dos ministros que venham a ser indicados, sem dúvida nenhuma ela tem o compromisso, acima de tudo, com as propostas que apresentou nessa campanha e com o projeto que teve início com o presidente Lula em 2002″, concluiu.

Emenda de Humberto garante mais dinheiro a municípios

Foto: Assessoria da Liderança do PT no Senado

Foto: Assessoria da Liderança do PT no Senado

Uma emenda apresentada pelo líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), garantiu a aprovação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da proposta de aumento de um ponto percentual no repasse de tributos para o Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Responsável pelo acordo entre o Congresso e o Governo Federal, Humberto propôs a ampliação de 23,5% para 24,5% do total de recursos do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) repassados ao FPM. Com isso, os mais de cinco mil municípios brasileiros poderão dispor de mais dinheiro para custeio e investimentos.

“Foi uma costura difícil, mas conseguimos. Vamos reverter mais recursos para os nossos municípios”, explicou Humberto. O reforço às finanças municipais deverá ser realizado ao longo de dois anos: 0,5 ponto percentual no primeiro e 0,5 ponto no segundo, quando se atingirá a marca de 24,5%.

A ampliação de recursos do FPM é objeto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 39/2013. Na CCJ, o relator da PEC, senador Armando Monteiro (PTB-PE), decidiu acolher em seu substitutivo a emenda apresentada por Humberto, com a finalidade de garantir a aprovação da medida.

“Vamos conseguir desconcentrar a arrecadação das receitas tributárias e amenizar a situação de fragilidade fiscal dos municípios. Mas é necessário termos a responsabilidade de assumirmos um ajuste mais paulatino da distribuição de recursos entre os entes federados”, argumentou Humberto.  A PEC segue, agora, para votação pelo plenário do Senado, onde deverá ser apreciada em dois turnos.

Caminhada da Coligação PE vai mais longe marca início da campanha no Estado

HC caminhada Brasília Teimosa

O bairro conhecido pela resistência e exemplo de urbanização do Recife, Brasília Teimosa, na Zona Sul,  recebeu neste domingo (6) um grande ato político. O líder do PT no Senado Federal, Humberto Costa, fez uma caminhada ao lado do candidato ao Governo de Pernambuco, Armando Monteiro e o vice, Paulo Rubem Santiago. Participou também do evento o deputado federal João Paulo, candidato ao Senado. Cerca de 800 pessoas acompanharam tudo de perto.

As ruas de Brasília Teimosa foram tomadas por eleitores da coligação  “Pernambuco vai mais longe” (PTB/PDT/PT/PRB/PSC/PTdoB). A comunidade, hoje também chamada carinhosamente de Brasília Formosa, nome que batiza a principal avenida do bairro, fez questão de registrar a importância do PT para os moradores. “Foi no governo Lula que recebemos incentivos. Foi no governo do PT, com João Paulo como prefeito do Recife, que ganhamos visibilidade e respeito”, registrou o comerciante João Aparecido, de 64 anos, 20 deles morando no local.

Humberto Costa fez questão de lembrar a história de resistência. “Foi uma das áreas mais beneficiadas pelo então governo João Paulo (como prefeito). A primeira grande obra do governo Lula foi a retirada das palafitas. E João Paulo fez um excelente trabalho de urbanização nesse bairro tão importante”, citou Humberto.

“O compromisso de continuar o trabalho  de desenvolvimento aqui e em outros bairros e cidades de Pernambuco, é de fato uma das metas do futuro governador Armando Monteiro”, concluiu. Depois de duas horas de caminhada e muita conversa com a população, o encerramento aconteceu na avenida Brasília Formosa com direito a muitos fotos e música de um trio elétrico, que animou o domingo no bairro.

Página 1 de 3123