Dilma valoriza trabalho incansável de brasileiros no campo, diz Humberto

 

Humberto diz que Governo Federal tomou uma série de medidas nos últimos meses em benefício da agricultura familiar Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Humberto diz que Governo Federal tomou uma série de medidas nos últimos meses em benefício da agricultura familiar Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

 
Depois de reconhecer a agricultura familiar como uma categoria profissional e ter lançado um Plano Safra específico para os micro, pequenos e médios agricultores deste país, com investimento previsto de R$ 30 bilhões, a presidenta Dilma demonstra o seu reconhecimento justo às mulheres e aos homens que trabalham incansavelmente no campo. Esta é avaliação do líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), que subiu à tribuna do plenário da Casa nesta quarta-feira para tratar do tema.
O parlamentar ressaltou que o Governo Federal tomou uma série de medidas nos últimos meses que beneficiam, também, o Estado de Pernambuco. As ações contemplam, entre outras localidades, o assentamento Normandia, em Caruaru, e o reassentamento dos perímetros irrigados de Itaparica.
Além disso, lembrou o senador, o Governo prestigia o Projeto Dom Hélder Câmara, ação coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) que tem o desafio de promover o desenvolvimento rural sustentável, combatendo a pobreza e garantindo segurança alimentar e hídrica para os agricultores do semiárido.
“Mesmo em um momento de contenção orçamentária, o 21º Grito Nacional da Terra Brasil e a 11ª edição da Jornada de Lutas, ocorridas em maio passado, receberam uma atenção especial do Governo”, observou Humberto.
Segundo ele, a pauta dos trabalhadores ganhou a atenção especial direta do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que os recebeu para assumir o compromisso de não cortar recursos destinados as políticas públicas para a reforma agrária e a agricultura familiar.
O líder do PT disse que uma só ação federal em curso em Normandia, por exemplo, vai oferecer aos mais de sete mil agricultores familiares mais segurança jurídica. “O Governo Federal vai apoiar o georreferenciamento e a regularização fundiária de toda a zona rural de Caruaru. Com essa medida, os limites de todas as propriedades rurais da região do Agreste serão definidos com alta precisão”, explicou.
Serão investidos, de acordo com o senador, R$ 2,5 milhões no projeto, que terá auxílio de mapeamento por satélite para a elaboração de políticas públicas de fortalecimento do setor.
Humberto também comentou sobre outra ação fundamental do Governo em favor das mais de cinco mil famílias de reassentados dos perímetros irrigados de Itaparica. Além de abrir uma Mesa de Diálogo Permanente para tratar das questões referentes a essa população rural ocupante das terras que foram inundadas pela formação do reservatório da Hidrelétrica de Itaparica, a presidenta Dilma se comprometeu a dar continuidade às políticas públicas no local e a não interromper os serviços de fornecimento de energia elétrica, uma das maiores preocupações da comunidade.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment