Em discurso, Humberto Costa comemora dez anos do Bolsa-Família


Em pronunciamento nesta quarta-feira (2/10), o senador Humberto Costa (PT-PE) destacou os resultados positivos do Programa Bolsa-Família em seus dez anos de funcionamento. O parlamentar exaltou a “vontade política” do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por confiar no povo como agente de suas próprias conquistas. Ele citou dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre a expressiva redução do número de pessoas famintas no país e o crescimento da renda dos brasileiros – mais rápido, conforme frisou, que o da renda dos chineses. “Muito disso se deve a um dos mais vitoriosos programas de combate à miséria de toda a nossa história”, opinou.
Entre os efeitos positivos do Bolsa-Família, Humberto Costa afirmou que o programa deslocou o núcleo de poder de muitas famílias ao garantir às mulheres a independência financeira em relação a seus companheiros. Além disso, segundo o senador, os beneficiários do Bolsa-Família passaram a alimentar-se com regularidade, aumentaram sua integração ao mercado de consumo, e seus filhos permanecem mais tempo na escola e apresentam índices mais elevados de vacinação. Para Humberto, o pagamento por cartão magnético constitui medida moralizadora e garantidora de cidadania contra possíveis arbitrariedades do “coronelismo”. “As famílias ficaram autônomas, e o saque das parcelas da Bolsa-Família foi desburocratizado”, disse.
Segundo o senador, o reconhecimento internacional do sucesso do Bolsa-Família tornou o Brasil “exportador de políticas sociais”, disse ele, “incomoda a muitos”. Humberto Costa pediu empenho na localização de 600 mil famílias ainda não cadastradas nos programas sociais, de modo que a extrema pobreza possa ser erradicada até o fim de 2014.
Fonte: Agência Senado.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment