Em discurso no Senado, Humberto Costa destaca os 32 anos de criação do PT


O senador Humberto Costa (PT-PE) celebrou em Plenário, nesta sexta-feira (10), o aniversário de 32 anos do Partido dos Trabalhadores (PT). Como registrado pelo senador, o manifesto pela criação da legenda foi lançado em 10 de fevereiro de 1980, no Colégio Sion, na capital paulista, ainda durante a ditadura militar, com assinaturas de militantes políticos, sindicalistas, operários e personalidades da vida pública nacional.
“Hoje, 32 anos depois, o país mudou. E o Partido dos Trabalhadores é um dos artífices dessa mudança e experiência. Somos um partido de massa, com mais de um milhão e 300 mil filiados, que ajudou a transformar o Brasil”, avaliou.

Ouça discurso do senador sobre o tema:
 
[audio:http://www.senadorhumberto.com.br-content/uploads/2012/02/COD_AUDIO_185914.mp3|titles=Humberto Costa lembra criação do Partido dos Trabalhadores]

Humberto Costa disse que o PT provou que é possível governar, de municípios ao governo da República, olhando para a maioria do povo, com inclusão social e resgate da dignidade dos cidadãos. Destacou a ampliação dos níveis de emprego, com uma economia robusta e que garante novo espaço ao país no mundo.
“Em apenas nove anos, desde a eleição do presidente Lula até a chegada da presidenta Dilma Rousseff, a primeira mulher a chegar á chefia do Estado Brasileiro, o PT foi um dos pilares da força popular que promoveu essas mudanças significativas”, disse.
Humberto Costa afirmou que antes a economia patinava, enquanto a fome era “uma chaga que envergonhava a todos”. Disse que o acesso ao trabalho e à renda melhorou muito. Salientou que 28 milhões de brasileiros saíram da pobreza absoluta e 36 milhões entraram na classe média.
“Temos que continuar avançando, incluindo mais brasileiros à cidadania. Por isso, é bom celebrarmos esses 32 anos”, afirmou.
O senador relembrou ainda sua própria trajetória no partido, desde o Movimento Pró-PT. Destacou viagens com companheiros, por todo o interior de Pernambuco, inclusive em feriados importantes, na busca de filiações para consolidar legalmente a legenda. Conforme disse, muitas vezes chegavam a dormir dentro de carros, acostados em canaviais, por falta de dinheiro para pagar hotel.
– Mas tivemos oportunidade de ver este partido crescer, ser construído, e com ele crescermos também – salientou, destacando os diversos cargos legislativos e funções executivas que teve oportunidade de ocupar, inclusive o de ministro da Saúde e o atual, o de senador.
Fonte: publicado no Blog de Humberto,
com texto da Agência Senado.
Foro: Pedro França/ Agência Senado.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment