Humberto apoia e comemora manifestações contra Temer e contra a PEC da Fim do Mundo

Os estudantes se mobilizam por uma causa justa que é barrar a PEC da Fim do Mundo, avalia Humberto. Foto: Geraldo Magela - Ag. Senado
Os estudantes se mobilizam por uma causa justa que é barrar a PEC da Fim do Mundo, avalia Humberto. Foto: Geraldo Magela – Ag. Senado

 
O líder do PT no Senado, Humberto Costa, comemorou o engajamento da população no Dia Nacional de Greve e Paralisações que aconteceu, em todo o país, nessa sexta-feira (11/11). “Ontem, o dia foi de grandes manifestações contra o governo do presidente sem voto Michel Temer. Estamos precisando disso sim, ir para as ruas protestar contra qualquer perda de direitos que já tínhamos garantido”, conclamou o petista.
O movimento foi organizado pela Central Única de Trabalhadores (CUT), pela Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil e a Intersindical, juntamente com a Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo. Trabalhadores dos mais diversos setores e movimentos de moradia e sem-teto participaram das manifestações, paralisando suas atividades. Além das ocupações que aconteciam em mais de mil escolas e universidades, os estudantes também foram às ruas para protestar contra a PEC 55, mais conhecida como PEC da Fim do Mundo, e contra a reforma do ensino médio.
“Trabalhadores de todos os setores estão mobilizados para não deixar vingar as perdas que a PEC prenuncia. E os estudantes brasileiros podem sofrer muitas consequências com as medidas que o novo governo está tomando. A PEC 55 vai reduzir drasticamente os investimentos na educação e essa reforma do ensino médio que estão propondo vai na contramão da realidade brasileira. Além disso tudo, o tema ‘Escola sem Partido’ volta a ser debatido, o que é altamente prejudicial para os jovens que deixarão de discutir assuntos importantes nas instituições de ensino”, avaliou o senador Humberto Costa.
Mais de 1.000 escolas estão ocupadas em todo o País. Ontem à noite, os estudantes ocuparam a Universidade Católica de Pernambuco, mostrando que os protestos não são apenas por conta do ensino pública, mas pela educação brasileira que se encontra em risco por causa da PEC da Maldade.
Em Pernambuco, diversas vias da Região Metropolitana do Recife e BRs federais foram interditadas pela manhã. Os bloqueios aconteceram em seis BRs: BR-101, BR-232, BR-408, BR-110, BR 428 e BR 104, além de três rodovias estaduais: PE-045, PE-050 e PE-095. Os rodoviários também cruzaram os braços das 04:00 às 08:00 da manhã. Um ato organizado por mulheres, que protestaram contra a PEC 55, bloquearam o cruzamento da avenida Norte com a Cruz Cabugá, na região central do Recife.
“Não podemos nos calar diante tantos retrocessos e perdas de direitos históricos que foram conquistados. O povo está indo às ruas para gritar “Fora Temer” e protestar contra medidas irresponsáveis que estão sendo tomadas e que vão prejudicar o brasileiro e vai paralisar o Brasil. Eu vejo essas manifestações como um grito de socorro que a população está dando contra um governo que não pensa nos mais humildes e nos que mais precisam”, afirmou Humberto.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment