Humberto comemora aprovação de Fachin para o STF

Humberto articulou bancada para assegurar aprovação do nome do novo ministro do Supremo.  Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT
Humberto articulou bancada para assegurar aprovação do nome do novo ministro do Supremo. Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT

 
O Senado Federal aprovou, no começo da noite desta terça-feira (19), a indicação feita pela presidenta Dilma Rousseff do nome do professor Luiz Edson Fachin para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), em vaga decorrente da aposentadoria de Joaquim Barbosa. O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), comemorou a aprovação em plenário do nome do jurista, que venceu por 11 votos a mais que os 41 necessários: 52 senadores foram favoráveis e 27 contrários. A votação durou menos de meia hora.
“É uma vitória para o Brasil e para a própria Suprema Corte. Fachin é praticamente uma unanimidade no meio acadêmico e jurídico do país. Com vasta experiência, apresenta, ainda, como determina a Constituição Federal, notório saber jurídico e reputação ilibada”, avaliou Humberto. Durante todo o dia, o líder do PT esteve em contato permanente com os colegas para assegurar a vitória do novo ministro em plenário.
A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado já havia aprovado o nome de Fachin para compor o STF no último dia 12. A sabatina entrou para a história como a mais longa já realizada na Casa: quase 11 horas de questionamento. Ao final, foram 20 votos a favor e 7 contra.
O líder do PT acredita que a forma como Fachin se portou nas últimas semanas, esclarecendo, de forma convincente e respaldada por argumentos técnicos, todas as arguições feitas pelos senadores e por cidadãos nas redes sociais, foi fundamental para a sua aprovação.
Parlamentares do PT e de partidos da base aliada, além de integrantes da oposição – como o senador Alvaro Dias (PSDB-PR), relator do nome da mensagem de Dilma sobre o nome de Fachin – aplaudiram o resultado da apreciação no plenário.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment