Senador diz que morte de Ariano é perda irreparável

Ariano 2 
O líder do PT do Senado, Humberto Costa (PE), lamentou a morte do escritor Ariano Suassuna, ocorrida no fim da tarde desta quarta-feira (23). O senador avalia que é uma perda irreparável para a cultura brasileira, especialmente para a nordestina.
“Ele foi, sem dúvida, um dos mais autênticos artistas e escritores que nós já tivemos. Além de ser uma pessoa humana encantadora, era um homem de bem com a vida. Para todos nós, é muito triste viver esse momento. Ele que era o paraibano mais pernambucano que se poderia conhecer. Acho que o Brasil todo hoje chora essa perda porque Ariano representava uma grande unanimidade no nosso país”, declarou Humberto.
O parlamentar ressaltou que o escritor também sempre foi uma pessoa com posições políticas firmes e que era próximo da presidenta Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula.
“Ele desenvolveu com os dois uma relação de enorme proximidade. Ambos tinham a maior admiração possível por ele. Se tiverem condições, acredito até que Dilma e Lula deverão estar no sepultamento para prestar uma última homenagem a esse que, sem dúvida, é um ícone da nossa cultura”, afirmou.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment