Humberto resolve impasse de povos indígenas

Humberto ressalta a importância de estreitar os laços com os povos indígenas.  Foto: Assessoria de Comunicação
Humberto ressalta a importância de estreitar os laços com os povos indígenas. Foto: Assessoria de Comunicação

 
O líder do PT do Senado, Humberto Costa (PT), se reuniu nesta manhã com representantes de todos os povos indígenas de Pernambuco. O senador se colocou à disposição para intermediar definição do nome do coordenador de Saúde Indígena do Ministério da Saúde. Parte dos povos defendia a saída do atual coordenador, Antônio Fernando Silva, enquanto outro grupo reivindicava a sua permanência.
“O importante é ouvir a vontade da maioria e garantir que todos possam ser ouvidos. Acho que é fundamental reunir todo mundo, ouvir todos os lados para que a gente possa sempre encontrar soluções. Quero, inclusive, estreitar mais estes laços com os povos indígenas de Pernambuco”, afirmou o senador.
Na reunião, ficou definido que Antônio Fernando Silva deve permanecer no cargo. O senador, inclusive, planeja debater novas políticas públicas para os povos indígenas em Pernambuco. Humberto também planeja realizar viagens às aldeias indígenas nas próximas semanas.
MANIFESTO
Humberto Costa assinou, nesta semana, um manifesto apresentado pelo senador João Capiberibe (PSB-AP) que pede a rejeição da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) n° 215/2000. Essa PEC determina que a competência de demarcar, classificar e homologar terras indígenas, unidades de conservação e territórios quilombolas será do Congresso Nacional, e não mais do Governo Federal. O manifesto, que considera a PEC um “atentado aos povos indígenas” do Brasil, foi proposto por entidades de defesa dos direitos dos índios e quilombolas e conta com a assinatura de 42 senadores, incluindo a totalidade da bancada do PT.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment