Humberto tem encontro com Dilma no Alvorada

Humberto diz que as reuniões de coordenação política lideradas por Dilma são fundamentais para traçar estratégias.  Foto:  Alessandro Dantas/Liderança do P
Humberto diz que as reuniões de coordenação política lideradas por Dilma são fundamentais para traçar estratégias. Foto: Alessandro Dantas/Liderança do PT

A presidenta Dilma Rousseff vai se reunir, na noite desta terça-feira (16), no Palácio da Alvorada, com os líderes dos partidos da base do Governo Federal no Congresso Nacional para tratar de temas da pauta do Executivo e do Legislativo. O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), acredita que a presidenta vai antecipar a posição do Governo a respeito da proposta aprovada no Congresso que flexibiliza o fator previdenciário. A reunião começa às 19h30.
“O Governo deve publicar amanhã o veto ou a manutenção da proposta. Creio que a presidenta nos informará hoje sobre o assunto”. A matéria aprovada pelos parlamentares estabelece a regra 85/95 para aposentadorias. Ela permite que a mulher se aposente quando a soma de sua idade aos 30 anos de contribuição for de 85 e, no caso do homem, quando a soma da idade a 35 anos de contribuição chegar a 95.
Para Humberto, essas reuniões de coordenação política, encabeçadas diretamente pela presidenta, são fundamentais para o partido e o Governo traçarem estratégias e fecharem posições sobre projetos de relevância para os brasileiros que tramitam na Câmara e no Senado.
As duas Casas terão importantes votações nesta semana. A pauta inclui a conclusão da análise da proposta da reforma política, que traz tópicos como fidelidade partidária e cotas para mulheres nas eleições; do reajuste escalonado do imposto de renda que varia entre 4,5% e 6,5%; e do aumento das alíquotas incidentes sobre a receita bruta de empresas de 56 setores da economia com desoneração da folha de pagamentos.
“No Senado, ainda teremos o início do debate sobre o anteprojeto que diminui a autonomia do Executivo em relação às indicações de diretorias de estatais e a apreciação do relatório final na comissão mista especial da medida provisória que visa moralizar o futebol brasileiro”, lembra Humberto.
Além disso, a presidenta também deverá abordar a questão da maioridade penal, que poderá ser reduzida para 16 anos caso uma proposta que será apreciada inicialmente por deputados seja aprovada no Congresso. Dilma já havia participado, na manhã de ontem, da reunião de coordenação política com os seus ministros no Palácio do Planalto.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment