Oposição no Senado espera que Justiça evite leilão do pré-sal

Para Humberto, o governo está abrindo mão do próprio futuro do país, renunciando totalmente à capacidade de lucrar com a exploração desse petróleo. Foto: Roberto Stuckert Filho
Para Humberto, o governo está abrindo mão do próprio futuro do país, renunciando totalmente à capacidade de lucrar com a exploração desse petróleo. Foto: Roberto Stuckert Filho

 
O líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), declarou, nesta quarta-feira (25), que parlamentares de vários partidos de oposição ao governo Temer (PMDB) esperam que uma ação ingressada por forças de esquerda na Justiça impeça a realização de dois leilões, marcados para depois de amanhã, que irão acabar com a exclusividade da Petrobras na exploração da imensa reserva de petróleo armazenada na camada pré-sal.
Após participar do lançamento do manifesto contra a entrega do petróleo nesta quarta-feira (25), em Brasília, Humberto afirmou que a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional se insurgiu, com a mais extrema indignação, “contra esse golpe sem paralelo contra a nossa riqueza principal, que pretende vender ainda o complexo das hidrelétricas brasileiras”.
“Sob a condução dos traidores da soberania, o pré-sal se tornou a festa das multinacionais petrolíferas que buscam encontrar aqui os maiores lucros e os menores custos e impostos para a produção de petróleo e gás em todo o mundo”, criticou o senador.
Segundo ele, nove anos depois da grandiosa descoberta feita no governo do presidente Lula no pré-sal, a maior em todo o mundo dos últimos 30 anos, “essa camarilha golpista e lambe-botas do capital internacional vai entregar, a preço de banana, todo esse ouro negro ao deleite das empresas estrangeiras”.
Ele explicou que são vários blocos do pré-sal que serão leiloados, fato que jamais poderia ser feito, de acordo com Humberto, sem o consenso da sociedade, e muito menos por um governo golpista. O parlamentar ressaltou que um único poço do pré-sal é capaz de produzir 40 mil barris de petróleo por dia, sendo que o mesmo volume só é conseguido no pós-sal se forem reunidos vários campos.
“É a energia do Brasil que está em jogo. Estamos na mão de um governo bandido, vendilhão e entreguista, que quer colocar o Brasil numa bandeja aos estrangeiros”, disparou. Ele entende que não é apenas a riqueza do país que está sendo entregue ao capital estrangeiro.
Para o líder da Oposição, o governo está abrindo mão do próprio futuro do país, renunciando totalmente à capacidade de lucrar com a exploração desse petróleo e reverter todo esse potencial em favor da educação, da saúde e do desenvolvimento da nossa sociedade.
“Nenhum país do mundo cometeria uma burrice tão monstruosa como essa. Por isso, entramos na Justiça para defender o interesse e a riqueza do povo brasileiro. Convocamos o povo para uma nova campanha do petróleo a fim de bloquear esse processo violento de desnacionalização e de insulto aos seus interesses. Será um grito em defesa da soberania e do interesse nacional”, concluiu.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment

Para Humberto, o governo está abrindo mão do próprio futuro do país, renunciando totalmente à capacidade de lucrar com a exploração desse petróleo. Foto: Roberto Stuckert Filho
Para Humberto, o governo está abrindo mão do próprio futuro do país, renunciando totalmente à capacidade de lucrar com a exploração desse petróleo. Foto: Roberto Stuckert Filho

 
O líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), declarou, nesta quarta-feira (25), que parlamentares de vários partidos de oposição ao governo Temer (PMDB) esperam que uma ação ingressada por forças de esquerda na Justiça impeça a realização de dois leilões, marcados para depois de amanhã, que irão acabar com a exclusividade da Petrobras na exploração da imensa reserva de petróleo armazenada na camada pré-sal.
Após participar do lançamento do manifesto contra a entrega do petróleo nesta quarta-feira (25), em Brasília, Humberto afirmou que a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional se insurgiu, com a mais extrema indignação, “contra esse golpe sem paralelo contra a nossa riqueza principal, que pretende vender ainda o complexo das hidrelétricas brasileiras”.
“Sob a condução dos traidores da soberania, o pré-sal se tornou a festa das multinacionais petrolíferas que buscam encontrar aqui os maiores lucros e os menores custos e impostos para a produção de petróleo e gás em todo o mundo”, criticou o senador.
Segundo ele, nove anos depois da grandiosa descoberta feita no governo do presidente Lula no pré-sal, a maior em todo o mundo dos últimos 30 anos, “essa camarilha golpista e lambe-botas do capital internacional vai entregar, a preço de banana, todo esse ouro negro ao deleite das empresas estrangeiras”.
Ele explicou que são vários blocos do pré-sal que serão leiloados, fato que jamais poderia ser feito, de acordo com Humberto, sem o consenso da sociedade, e muito menos por um governo golpista. O parlamentar ressaltou que um único poço do pré-sal é capaz de produzir 40 mil barris de petróleo por dia, sendo que o mesmo volume só é conseguido no pós-sal se forem reunidos vários campos.
“É a energia do Brasil que está em jogo. Estamos na mão de um governo bandido, vendilhão e entreguista, que quer colocar o Brasil numa bandeja aos estrangeiros”, disparou. Ele entende que não é apenas a riqueza do país que está sendo entregue ao capital estrangeiro.
Para o líder da Oposição, o governo está abrindo mão do próprio futuro do país, renunciando totalmente à capacidade de lucrar com a exploração desse petróleo e reverter todo esse potencial em favor da educação, da saúde e do desenvolvimento da nossa sociedade.
“Nenhum país do mundo cometeria uma burrice tão monstruosa como essa. Por isso, entramos na Justiça para defender o interesse e a riqueza do povo brasileiro. Convocamos o povo para uma nova campanha do petróleo a fim de bloquear esse processo violento de desnacionalização e de insulto aos seus interesses. Será um grito em defesa da soberania e do interesse nacional”, concluiu.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment