PT investirá em força da militância para as eleições

Mesa encontro estadual do PT
O PT vai investir pesadamente na mobilização da força da sua militância para garantir a reeleição da presidenta Dilma Rousseff e dos demais candidatos do partido nos Estados e no Distrito Federal. A decisão foi um dos principais nortes da reunião ocorrida na manhã desta terça-feira (8), em Brasília, com o presidente da legenda, Rui Falcão, e os coordenadores de campanha, entre eles, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE).
“O tempo de rádio e TV não substituirá jamais a ação da nossa militância. Em todas as grandes eleições do PT, foram os nossos militantes que, em campo, fizeram a diferença do jogo em nosso favor. É o enfrentamento político que a estimula”, afirmou Humberto. O partido aposta que a mobilização, além de ajudar a presidenta e os demais candidatos aos governos estaduais, poderá criar uma base parlamentar ampliada e consistente para o segundo governo Dilma.
Composta pelo PT, PMDB e outros sete partidos, a coligação Com a força do povo, formada em torno do nome de Dilma Rousseff, já registrou o programa de governo mínimo, que, agora, será aprofundado pelas legendas aliadas e núcleos setoriais. A coordenação está debruçada, também, sobre questões sensíveis, como a produção dos horários eleitorais e de material de campanha, e as regras da legislação eleitoral.
As peças produzidas mostrarão todos os avanços conquistados pelo Brasil e pelos brasileiros nos 12 anos dos governos de Lula e Dilma. A campanha deve, também, combater a despolitização da sociedade, alertando para os riscos que isso traz à democracia.
“Para o Brasil seguir mudando, nossa campanha será propositiva e terá foco em quatro bases importantíssimas para um novo ciclo histórico do nosso país: as reformas política, urbana, federativa e de serviços públicos.Vamos debater com a população porque esses são eixos fundamentais ao nosso futuro”, esclareceu Humberto.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment