A solução para a crise econômica é a saída de Temer, diz Humberto

Para Humberto, a crise tem nome e sobrenome: Michel Temer. Foto: Roberto Stuckert Filho
Para Humberto, a crise tem nome e sobrenome: Michel Temer. Foto: Roberto Stuckert Filho

 
A forte queda da confiança do comércio brasileiro no mês de junho é mais um sinal de que a crise econômica está associada a crise política que o País está vivendo. A avaliação é do líder da Oposição, Humberto Costa (PT), com base nos dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que registrou queda de 2,9 pontos neste mês e foi a 85,7 pontos, retornando ao mesmo nível de março.
“Essa crise tem nome e sobrenome: Michel Temer. Enquanto este golpista estiver no poder vamos continuar enfrentando os mesmos problemas porque a raiz da crise está na própria instabilidade do seu governo e na reedição de um modelo econômico fracassado que favorece os mais ricos, enquanto penaliza os trabalhadores”, afirmou.
O comércio é um dos principais setores da economia brasileira, junto com o setor de serviço, é o que mais gera emprego e renda.
Segundo a FGV, a queda do Índice de Confiança do Comércio (Icom) teve como base a queda de Índice de Situação Atual (ISA-COM) que teve redução de 3,3 e do Índice de Expectativas (IE-COM) que caiu 2,4 pontos. “A situação de Temer é insustentável. O Brasil precisa urgente da saída dele e da convocação de novas eleições diretas. Só um presidente legitimamente escolhido pelo povo poderá colocar o Brasil de volta ao rumo certo”, definiu Humberto.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment