Podemos comemorar a fundação de um partido de esquerda, combativo e democrático


A fundação do Partido dos Trabalhadores, criado em 10 de fevereiro de 1980, foi celebrada nesta sexta-feira (10/2) pelo senador Humberto Costa (PT-PE) em discurso no Plenário do Senado Federal. “Até chegarmos à Presidência da República, em 2002, com a eleição do operário Luiz Inácio Lula da Silva, acumulamos derrotas e vitórias. Vitórias políticas. Vitórias eleitorais. Valeu a pena”, disse o parlamentar, na tribuna do Senado.
Ele lembrou da reunião celebrada há mais de três décadas, no Colégio Sion, em São Paulo, quando militantes políticos, sindicalistas, operários, personalidades da vida pública brasileira, lançaram o manifesto pela criação do PT. “Todos nós, egressos da luta popular, propunhamos um partido comprometido com os trabalhadores. Um partido de esquerda, combativo e democrático”, afirmou.

Ouça discurso do senador sobre o tema:
 
[audio:http://www.senadorhumberto.com.br-content/uploads/2012/02/COD_AUDIO_185914.mp3|titles=Humberto Costa lembra criação do Partido dos Trabalhadores]

Segundo Humberto Costa, em 1980 o país ainda vivia sob o tacão da ditadura militar e o movimento pró-PT acumulava conquistas obtidas em manifestações populares, forjadas na resistência democrática e no movimento operário.
“No manifesto de fundação do nosso partido, apontava-se como caminho a necessidade de promovermos uma intervenção na vida política e social do país para transformá-la”, lembrou Humberto Costa. Dizia o manifesto: “A mais importante lição que o trabalhador brasileiro aprendeu em suas lutas é a de que a democracia é uma conquista que, finalmente, ou se constrói pelas suas mãos ou não virá”.
“Hoje, 32 anos depois, o país mudou. E o Partido dos Trabalhadores é um dos artífices dessa mudança”, discursou o senador pernambucano. “Ao longo dos anos, ganhamos maturidade e experiência. Acumulamos força. Erramos. Mas acertamos muito mais. Somos um partido de massa, com mais de 1,3 milhão de filiados, que ajudou a transformar o Brasil”.
Segundo o senador, o PT provou que é possível governar – em cidades, em estados e no governo federal, com Lula e a presidenta Dilma Rousseff –, olhando para a maioria do povo brasileiro. Desde 2002, o partido implementou políticas públicas de inclusão social, resgatando cidadãos que passaram anos relegados a um segundo plano na sociedade brasileira.
“Em apenas nove anos, desde a eleição do presidente Lula e da presidenta Dilma Rousseff, a primeira mulher a chegar à Chefia do Estado Brasileiro, o PT foi um dos pilares da força popular que promoveu essas mudanças significativas”, afirmou.
Humberto Costa disse que, até a ascensão do PT à Presidência, a economia brasileira patinava. “O país parou e quebrou duas vezes. Tivemos de ir de pires na mão pedir mais empréstimos ao FMI. Investia-se pouco em infraestrutura. A fome era uma chaga que envergonhava a todos os brasileiros”, disse.
“Isso mudou. O acesso ao trabalho e a renda melhoraram muito. Estudo do IPEA aponta que a melhoria na qualidade de vida foi de 10% entre 2003 e 2010. Nos últimos anos, 28 milhões de brasileiros deixaram a pobreza absoluta. E 36 milhões de brasileiros ascenderam à classe média. Temos de continuar avançando, incluindo mais brasileiros à cidadania. Por isso, é bom celebrarmos esses 32 anos. Valeu, PT. Valeu, Brasil”, concluiu.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment