Hospital da Mulher

Humberto destina R$ 15,4 milhões em emendas para Pernambuco em 2019

Na avaliação de Humberto, essa verba é fundamental para auxiliar os investimentos e os gastos promovidos pelos governos federal e estadual.

Na avaliação de Humberto, essa verba é fundamental para auxiliar os investimentos e os gastos promovidos pelos governos federal e estadual.

 

 

Reeleito em primeiro lugar com mais de 1,7 milhão de votos em Pernambuco, o líder da Oposição ao governo Temer no Senado, Humberto Costa (PT-PE), passou a semana reunido com diversos prefeitos e vereadores de municípios do estado para fechar a programação de emendas parlamentares no orçamento de 2019.

No total, o senador vai destinar R$ 15,4 milhões em emendas individuais às cidades pernambucanas no ano que vem.

A maior parte do montante será desembolsada em saúde, são R$ 7,7 milhões para estruturação de unidades de atenção especializada e para custeio dos serviços de atenção básica e de assistência hospitalar e ambulatorial; e R$ 5,2 milhões para projetos de desenvolvimento sustentável e de infraestrutura hídrica executados pelo Ministério da Integração Nacional, com a finalidade de combater a longa seca que prejudica severamente as cidades pernambucanas.

Outros R$ 2 milhões serão aplicados em ações adicionais de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos urbanos, pavimentação, calçamento de vias urbanas, transporte público e regularização fundiária e R$ 280 mil irão para estruturação da rede de serviços do Sistema Único de Assistência Social (Suas).

Além disso, o senador sugeriu R$ 250 mil para a implementação e modernização de infraestrutura para esporte educacional.

Na avaliação de Humberto, essa verba é fundamental para auxiliar os investimentos e os gastos promovidos pelos governos federal e estadual.

“O mecanismo de emendas parlamentares permite uma grande aproximação entre o dinheiro público disponível para benfeitorias e a real demanda das cidades brasileiras. Fizemos o maior esforço para concentrar a verba em áreas que realmente precisam de apoio, para melhorar a vida das pessoas e evitar desperdiçar os nossos recursos financeiros com pulverização”, explicou Humberto.

Senador desde 2011, Humberto já propôs centenas de emendas individuais e de bancada para Pernambuco que somam R$ 240 milhões. O Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru; o Central, em Serra Talhada; e o da Mulher do Recife estão entre as unidades de saúde contempladas com verbas.

Estradas – como a BR-104, no distrito de Pão de Açúcar, em Taquaritinga do Norte –, e instituições de ensino e outros projetos de relevância para o desenvolvimento do estado, como as adutoras do Pajeú e do Agreste, também foram beneficiados com emendas de Humberto.

Humberto critica gestão do PSB e diz que prefeito é “mal-agradecido”

Segundo o senador, os cortes no Estado fazem parte da mudança de postura do governo federal com relação ao Nordeste. Foto: Társio Alves

Segundo o senador, os cortes no Estado fazem parte da mudança de postura do governo federal com relação ao Nordeste. Foto: Társio Alves

 

 

Ao lado do presidente Lula no Recife, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), questionou a postura do prefeito da cidade Geraldo Júlio (PSB) e de seu partido com relação aos investimentos do governo Lula e Dilma, em Pernambuco. Segundo Humberto, o prefeito não reconhece o apoio que recebeu nas obras que ele considera vitrine na sua gestão, a Via Mangue e o Hospital da Mulher.
“Esse prefeito que está aí é mal-agradecido. Quando perguntam a ele o que ele fez, ele só fala em duas coisas: na Via Mangue, que começou com João Paulo, continuou com João da Costa, foi inaugurada por Dilma e que quem mandou dinheiro foi Lula; e no Hospital da Mulher, que teve quase metade dos recursos repassados por Dilma e com o apoio de João Paulo”, lembrou o senador.

O líder do PT também fez uma comparação entre as ações da gestão de Lula e Dilma em Pernambuco e os cortes de investimentos no Estado defendido por Temer. “Lula trouxe a refinaria, a transposição, a duplicação de duas BRs, entre tantas outras coisas. Mas sabem o que Temer trouxe pra gente? Ele suspendeu o processo de construção do Arco Metropolitano, a duplicação da BR-232 até o município de Arcoverde, tudo isso obras que tinham tido o compromisso assumido por Dilma”, afirmou.

Segundo o senador, os cortes no Estado fazem parte da mudança de postura do governo federal com relação ao Nordeste. “Esses mal-agradecidos votaram para derrubar Dilma. Eles são golpistas iguais aos que estavam naquele dia na Câmara dos Deputados. Agora, eles estão tendo problemas com Temer porque ele não gosta de nordestino, não gosta de pernambucano. Mas são golpistas iguais. Se merecem. Essa direita jamais vai dar ao Nordeste o direito de viver com dignidade”, afirmou.

Humberto ainda criticou a má gestão do PSB no Recife. “Eles aumentaram em 30% o número de cargos comissionados para poder dar emprego a vereador, gente para dar sustentação. Mas o que eles diziam é que ia ser um governo de uma grande gestão. Que grande gestão é essa que eles gastaram mais dinheiro em propaganda do que calçando as ruas da cidade do Recife?”, questionou Humberto.

Governo Dilma libera R$ 24 milhões para Hospital da Mulher no Recife, afirma Humberto

Humberto: É um recurso importante para garantir a conclusão do hospital. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Humberto: É um recurso importante para garantir a conclusão do hospital. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

 

O Ministério da Saúde anunciou a liberação de R$ 24 milhões para o Hospital da Mulher, no Recife. Os recursos integram um pacote de ações da pasta para ajudar a ampliar os serviços de média e alta complexidade oferecidos pelas unidades públicas de saúde no Nordeste. Ao todo, Dilma determinou um investimento de R$ 79,7 milhões na região.

Segundo o líder do Governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), o dinheiro ajuda a “dar fôlego” à obra, que está em sua fase final. “É um recurso importante para garantir a conclusão do hospital. Mesmo com todas as dificuldades financeiras que estamos enfrentando, o Governo Dilma continua a dar prioridade a ações em nosso Estado e em todo o Nordeste. A liberação destes recursos é uma prova disso”, disse Humberto.

No ano passado, o próprio senador já havia destinado uma emenda parlamentar de R$ 1 milhão para ajudar na conclusão da obra. Segundo Humberto, a obra é “uma ação importante para melhorar o atendimento à mulher em Pernambuco”. “A abertura do Hospital da Mulher vai ajudar a desafogar outras unidades da Região Metropolitana”, afirmou o parlamentar.

A unidade de saúde contará com 150 leitos para o atendimento de mulheres a partir dos dez anos de idade que necessitarem de procedimentos de média e alta complexidade, com capacidade para 400 partos e 250 cirurgias ao mês. Segundo a Prefeitura do Recife (PCR), a obra está num estágio de 98% de conclusão. O valor total do investimento, incluindo equipamentos, é de R$ 114 milhões, com recursos do Ministério da Saúde e da PCR.