Humberto pede instalação da CPI da Petrobras e oposição recua

Foto: Pedro França/Agência Senado
Foto: Pedro França/Agência Senado

Com instalação determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a CPI da Petrobras no Senado ainda não começou a funcionar por conta da oposição. Os senadores do PSDB e do DEM resistem em indicar integrantes à Comissão Parlamentar que eles mesmos propuseram e recorreram ao STF para garantir o funcionamento. A sessão do Senado da tarde desta terça-feira (6) foi tomada pela discussão, em que o líder do PT na Casa, Humberto Costa (PE), acusou a oposição de manobrar para enterrar a CPI.
Os senadores debateram a possibilidade de instalar uma comissão exclusiva do Senado, uma CPI do Congresso Nacional ou as duas ao mesmo tempo para investigar a Petrobras. O PT e demais partidos da base aliada reafirmaram a defesa pela instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado, determinada pela ministra Rosa Weber, do Supremo. O PSDB e o DEM, no entanto, autores do requerimento de criação da CPI do Senado, resistem em participar do colegiado. As siglas, agora, argumentam que o ideal seria instaurar uma CPI mista. Os tucanos chegaram a indicar os integrantes da CPI do Senado, mas retiraram os nomes depois, numa clara estratégia para buscar o colegiado misto. Assim, atrasam o começo das investigações.
O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), afirmou que quem deseja uma CPI mista não quer investigar nada, mas sim fazer teatro político. “Se a oposição quiser, amanhã mesmo podemos começar a CPI do Senado. Já indicamos os integrantes do nosso bloco. Basta a oposição indicar agora. Quem quer começar, começa amanhã. Alguns indicaram, depois retiraram os nomes porque estão fazendo o teatro da CPI mista”, declarou.
Para Humberto, a Petrobras, como patrimônio do povo brasileiro, não pode ficar no meio de uma disputa política cujo único objetivo é desgastar o governo da presidenta Dilma Rousseff. “Não podemos abrir mão da CPI do Senado. Há o discurso de querer investigar entre os opositores, mas essa vontade concreta não existe. Querem fazer marola com olho em eleição”, disse.
Entre os argumentos para justificar a instalação da CPI do Senado, o líder do PT lembrou que o debate sobre a criação do colegiado de investigação se deu todo no Senado, desde o posicionamento do presidente da Casa e a decisão da CCJ a partir dos requerimentos apresentados pela oposição até a decisão do STF, baseada no mandado de segurança impetrado pelas legendas opositoras ao governo. “Portanto, a CPI que deve ser instalada é a do Senado, para se investigar de forma adequada e serena. O Senado está habilitado para isso”, ressaltou Humberto.
Em meio à discussão, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou que já conta com 10 das 13 indicações (restam apenas as três da oposição) e convocou para as 20h desta quarta-feira (7) sessão do Congresso Nacional para tentar acabar com o impasse sobre como as denúncias de irregularidades na Petrobras serão investigadas.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment