Humberto visita acampamento do MTST no Recife

Segundo Humberto, ele quer acompanhar de perto as negociações do grupo para a construção de casas no terreno de 10 mil metros, onde cerca de 1500 famílias do MTST estão acampadas. Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT no Senado
Segundo Humberto, ele quer acompanhar de perto as negociações do grupo para a construção de casas no terreno de 10 mil metros, onde cerca de 1500 famílias do MTST estão acampadas. Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT no Senado

 
O líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT), visita, hoje, às 19 horas, a ocupação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), no bairro do Barro, na Zona Oeste do Recife. O senador quer acompanhar de perto as negociações do grupo para a construção de casas no terreno de 10 mil metros, onde cerca de 1500 famílias do MTST estão acampadas.
Recentemente, integrantes do MTST foram detidos após um protesto dentro da Companhia Estadual de Habitação de Obras (Cehab). Um dos presos foi o advogado do grupo, Caio Moura, que havia sido atingido por bala de borracha atirada pela Polícia. “Foi um episódio lamentável, onde faltou diálogo e os manifestantes foram reprimidos com violência. Não podemos deixar que fatos como esse ocorram novamente. As pessoas estavam ali apenas lutando pelo direito de ter uma moradia digna, para eles e para as suas famílias”, afirmou o senador.
Segundo o coordenador do MTST, Severino Alves, a ideia do convite do movimento ao senador é somar forças em defesa da ocupação. “Estaremos engajados nesta luta e buscando ajudar nas negociações para garantir a construção de casas no local”, afirmou Humberto.
O terreno ocupado pelo MTST é às margens da BR-101, ao lado do terminal do Barro e foi desapropriado na época em que o senador era secretário das Cidades do governo de Eduardo Campos. Parte do terreno foi usado para a construção do Terminal. A outra parte acabou se tornando depósito informal de metralha até ser ocupada pelo movimento.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment