São Francisco: não existem mais obras paradas, diz Humberto


O senador Humberto Costa (PT-PE) prestou contas nesta semana da última visita que realizou às obras de transposição e revitalização do rio São Francisco. O senador disse que a conclusão das obras é fundamental para a criação da infraestrutura que permitirá o desenvolvimento do semiárido nordestino.
“Estivemos em Serra Talhada não somente para fazermos o acompanhamento das obras, do processo de mobilização de trabalhadores, mas também para discutir com prefeitos, vereadores e sociedade civil as repercussões da obra de transposição para os nordestinos, especialmente aqueles que vivem na região do Semiárido”, relatou Humberto, que é membro da Comissão Externa para acompanhar os Programas de Transposição e Revitalização do Rio São Francisco.
De acordo com o senador, a Comissão vem fazendo o acompanhamento das obras para cobrar do Governo Federal, prazos, cronogramas da “maior obra de infraestrutura hídrica em execução por parte do Governo Federal”
“O Senado tem a compreensão da importância que essa obra tem para o crescimento do Nordeste e pelo fato de que ela beneficiará 12 milhões de pessoas que moram em 391 Municípios, de quatro Estados: Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. É uma obra orçada em mais de R$ 8 bilhões e que tem no cronograma a sua conclusão prevista para o ano de 2015”, relatou.
Humberto ainda destacou que a transposição, que teve apoio integral do ex-presidente Lula, deve garantir ao povo nordestino a possibilidade de viver uma melhor condição de vida, ao possibilitar o acesso à água para consumo humano e para as necessidades mais básicas, além das atividades de criação de animais e de agricultura.
“Sabemos que o projeto de transposição do São Francisco vai produzir a segurança hídrica que todos nós no Nordeste almejamos. Com a transposição do São Francisco, com o fluxo de água permanente, teremos uma condição muito melhor de lidar com os reservatórios, com os açudes, garantindo assim um abastecimento importante e um aproveitamento dessas águas de 20% a 35% a mais do que temos hoje”, apontou o senador, que ainda relatou que a presidenta Dilma Rousseff deve visitar o complexo ainda neste mês.
“Provavelmente a presidenta estará lá, neste mês de setembro, para constatar que não existem mais partes dessa obra com algum tipo de paralisação”, disse.
Fonte: Liderança do PT no Senado.
Foto: Tássio Alves.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment