Humberto vê ameaça a direitos das mulheres no Governo Temer

 

Humberto: Há um recrudescimento das ideias, das ações e da ideologia machista no nosso País.
Humberto: Há um recrudescimento das ideias, das ações e da ideologia machista no nosso País.

O senador Humberto Costa (PT) disse que há risco de perda de garantias de direito das mulheres no Brasil. Segundo o senador, ao montar um ministério formado exclusivamente de homens e ao se aliar a o que “há de mais conservador na política”, o presidente interino, Michel Temer, dá sinais que pode revogar conquistas históricas.
“Há um recrudescimento das ideias, das ações e da ideologia machista no nosso País. E isso é reflexo também do que acontece hoje nas disputas da sociedade. Temos um governo que além de ilegítimo e ilegal é formado único e exclusivamente por homens. Essa é uma clara sinalização para sociedade que as conquistas que obtivemos nos últimos anos elas podem ser definitivamente revogadas”, disse o senador citando como exemplo a Lei Maria da Penha, criada em 2006, e que visa aumentar o rigor na punição de crimes contra as mulheres.
Para Humberto, há um crescimento da pauta conservadora no Congresso Nacional. “Essas ações estão claramente conectadas ao governo provisório de Temer. É só olhar quem está ao lado dele: nomes como Jair Bolsonaro (PSC), Eduardo Cunha (PMDB), Marcos Feliciano (PSC). Um grupo que, para dizer o mínimo, distribui ódio e preconceito por onde passa. O próprio líder do governo golpista na Câmara (André Moura – PSC) é um exemplo dessa política conservadora. Ele é coautor de uma lei dificulta o atendimento de mulheres vítimas de estupro.” afirmou.
O projeto de lei que é de coautoria de Moura é assinado por Eduardo Cunha e outros 12 deputados. A matéria está em discussão na Câmara e prevê mudanças na forma como deve ser realizado o atendimento a mulheres vítimas de estupro. Pelo projeto, a vítima de violência sexual deve ser obrigada a fazer um exame de corpo de delito para que seja autorizada a interrupção da gravidez, o que geraria um constrangimento extra à vítima, que precisaria passar por atendimento policial além de médico.
O senador também disse que acompanhou indignado esta semana o relato de uma adolescente que foi estuprada no Rio de Janeiro por 33 homens. “O que assistimos é um recrudescimento da ideologia machista no Brasil. Estamos absolutamente indignados com o estupro de uma jovem por mais de 30 homens. O assunto chegou à mídia após a veiculação na internet de um vídeo brutal. Não podemos ficar calados diante dessa cultura do estupro”, disse.
Segundo Humberto, é necessário intensificar a luta para evitar mais retrocessos nos direitos das mulheres. “Nós que guerreamos nas fileiras na defesa dos avanços e das conquistas sociais, estamos lutando pela igualdade de gênero. Vamos nos unir com essa grande mobilização das mulheres de todo o Brasil para que definitivamente nós possam sepultar o machismo”, afirmou.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment