Humberto pede investigação sobre gasto do governo com influenciadores para promover tratamento fake contra covid

A denúncia de que o governo Bolsonaro usou mais de R$ 1,3 milhão de recursos públicos com influenciadores para promover o ineficaz e perigoso “tratamento precoce” contra a Covid-19 levou o senador Humberto Costa (PT-PE) a recorrer ao Ministério Público com um pedido de investigação. Segundo o parlamentar, o dinheiro foi usado ilegalmente. O Ministério da Saúde e a Secretaria de Comunicação…

Ao lado de Felipe Neto, Felipe Santa Cruz e Patrícia Campos Mello, Humberto conduz audiência na CDH por liberdade de expressão

Presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal, Humberto Costa (PT-PE) comandou, nesta quarta-feira (31), uma audiência do colegiado sobre “Estado de intimidação e silenciamento: os ataques à liberdade de expressão”. O encontro, realizado no dia em que se completam 57 anos do golpe de 64, contou com a presença do youtuber Felipe Neto, do presidente nacional da Ordem dos Advogados…

Humberto pede confisco de vacinas compradas ilegalmente por empresários

Após um grupo de políticos e empresários mineiros adquirirem ilegalmente doses de vacinas contra a Covid-19, o senador Humberto Costa (PT-PE) solicitou ao Ministério Público Federal em Minas Gerais (MPF/MG) e ao Ministério da Saúde o confisco dos imunizantes. Segundo o senador, que é presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado, o ato choca e demonstra o descaso e falta…

Gastos com trem da alegria para Israel têm que ser restituídos aos cofres públicos, defende Humberto

Presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado, Humberto Costa (PT-PE) pediu ao Ministério Público Federal e ao Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União a abertura de investigação sobre a viagem de uma delegação oficial a Israel em busca de um spray contra a covid-19. O périplo da comitiva, sem qualquer resultado prático para o descontrole da pandemia…

Humberto quer investigar fabricante de hidroxicloroquina que levou R$ 153 milhões do governo

Maior fabricante da hidroxicloroquina no Brasil, a Apsen Farmacêutica firmou dois contratos com o BNDES, em 2020, que lhe renderam R$ 153 milhões de recursos públicos para aplicar em atividades de pesquisa e ampliação de capacidade produtiva. O valor é sete vezes maior do que tudo o que a empresa tinha conseguido captar nos 16 anos anteriores. A cifra astronômica chamou a…